PRINCIPAL.jpg

SÃO SEBASTIÃO DA GIESTEIRA

A habitação carecia de um edifício existente, que apresentava um avançado estado de degradação da qual, desde de inicio, se previu a demolição da mesma, pois esta na oferecia condições de recuperação. Assim, a nova construção revelou uma habitação de tipologia T3, apenas ao nível térreo, com uma linguagem inspirada nos cânones da arquitectura popular alentejana. 

A habitação terá por base a integração de um conjunto de espaços interiores com capacidade para ocupações intensivas intercaladas por períodos de férias, tratando-se de uma segunda habitação. O programa é bastante funcional, que procurou integrar uma zona de lazer, constituída pela sala de estar e cozinha, beneficiando ainda, de uma zona exterior para onde se estende. A zona social e de serviço, partilha com dois quartos uma instalação sanitária comum, beneficiando-se o quarto de maior dimensão de um closet e de uma instalação sanitária privativa.

Como conceito principal, a solução arquitetónica basea-se numa linguagem de inspiração popular, mas sóbria, regida pela simplicidade, articulação volumétrica e de materiais, capazes de estabelecer relações inter-espaciais interessantes e de potenciar uma relação interior/exterior fortemente sustentada. 

localização

Évora, Portugal

 

projecto

2011

obra

2014